As tecnologias da informação e comunicação, normalmente apelidadas de TIC, são responsáveis por um cada vez maior crescimento das formas de acesso à informação.

A sociedade do conhecimento experimenta o consumo de conteúdos de forma cada vez mais simples. Notícias, publicidades, orientações geográficas, dicas de restaurantes e comércio, entre outras coisas, surgem diante de nós de forma quase instantânea, após solicitado. Podemos observar que na sociedade em rede, a informação é matéria-prima e as tecnologias são desenvolvidas para agir sobre a informação.

As novas tecnologias transformam então a informação em conhecimento, ao mesmo tempo que potencia reflexões críticas e promove processos eficazes de educação. Dentre as TIC, a internet, a TV digital e os media móveis, possuem o potencial para ampliar o acesso da população à educação e promover a inclusão digital.

Uma vez que um dos desafios do século XXI é tornar os profissionais cada vez mais capacitados a diagnosticar, procurar respostas e solucionar problemas para as modalidades, a utilização das novas tecnologias tende a promover modelos educacionais cada vez mais dinâmicos e interativos, que oferecem aprendizagem a qualquer hora, em qualquer lugar.

A educação à distância e os processos de aprendizagem relacionados ao conceito de educação híbrida configuram-se como um modelo de educação que tendem ao crescimento, uma vez que se adaptam às transformações sociais, económicas e tecnológicas que caracterizam a sociedade do conhecimento.

A geração do século XXI procura cada vez mais processos de educação que atendam às suas necessidades de aprendizagem. A transmissão de conteúdos deve ser realizada a partir de recursos multimédia e interativos, num processo construído de forma colaborativa e contínua por alunos e professores. A utilização das TIC tende a consolidar um modelo EAD (educação à distância), com linguagem própria em relação ao presencial, uma vez que será necessário criar novas formas de transmissão de conteúdos e não simplesmente transpor formatos utilizados em sala de aula para o ambiente virtual.

É assim necessário pesquisar quais são as aplicações interativas mais viáveis para serem desenvolvidas para a transmissão da EAD nas novas tecnologias, tendo em conta as determinações técnicas, como questões relacionadas à mobilidade, portabilidade, usabilidade e ao novo perfil do aluno que atua no processo de emissão de conteúdos.

A utilização dos potenciais das TIC caracteriza novos formatos de educação presencial e à distância, apresenta-se como uma das alternativas viáveis para atender a uma das demandas básicas para o desenvolvimento social e económico de um país: a educação.

As novas tecnologias possibilitam também aprimorar trabalhos e projetos. Através do uso das novas tecnologias as pesquisas são muito mais fáceis e rápidas para o utilizador, basta abrir o motor de buscar e inserir na área de pesquisa o tema sobre o qual se pretende obter resultados. Existem inúmeras plataformas que nos facilitam o acesso à informação e tornam as tarefas do utilizador bem mais fáceis. A apresentação de trabalhos e matérias torna-se assim também mais bem interativa, prática e interessante, capaz de cativar professores e alunos.

Image

Fonte: http://www.administradores.com.br/, através de scoop.it

Advertisements