Henrique de Castro, o português que foi contratado para director de operações do Yahoo, um dos cargos mais altos na multinacional americana, deixa esta sexta-feira o cargo.

O anúncio foi feito pela empresa num documento entregue nesta quinta-feira ao regulador de mercados financeiros americano. Henrique de Castro “vai deixar a empresa, com efeitos a 16 de Janeiro de 2014”, diz o Yahoo, sem mencionar motivos e acrescentando apenas que o executivo receberá a compensação acordada.

Henrique de Castro, que exercia o cargo desde Janeiro de 2013, foi contratado no final de 2012 pela ex-colega no Google Marissa Mayer, que poucos meses antes tinha assumido a liderança do Yahoo. A ideia era então que Castro fosse o braço direito de Mayer, mas a imprensa especializada americana dá conta de atritos entre os dois executivos e de lutas internas de poder com outros gestores do Yahoo. Alguns órgãos tinham notado a ausência do director de operações na Consumer Electronic Show, em Las Vegas, onde Mayer fez uma apresentação em que anunciou várias novidades.

A notícia surge também pouco tempo antes de o Yahoo comunicar resultados trimestrais. No terceiro trimestre de 2013, a empresa registou quebras de receitas. Uma das tarefas de Henrique de Castro era rentabilizar o negócio de publicidade da empresa.

 

Fonte: Jornal Público 

 

Advertisements